fbpx

Conhecendo os níveis de liderança corporativa

hacks culturais
Hacks Culturais na Prática
21 de setembro de 2020
liquidez de times
Liquidez de times: tudo que você precisa saber
6 de outubro de 2020

Conhecendo os níveis de liderança corporativa

liderança

A liderança, De acordo com David Anderson,  pode ser expressada de várias maneiras: por sinalização, por inspiração, por exemplo e por comando. O risco pessoal para o indivíduo aumenta a cada tipo.

 

Liderança por Sinalização

Liderança por sinalização implica que o líder fornece dicas e orientações sobre comportamentos, mas sem envolvimento posterior com o resultado da orientação. A sinalização é o tipo de liderança mais passivo, e seus efeitos levam mais tempo para aparecer.

 

Por inspiração

Já a liderança por inspiração requer que o líder diga ou faça algo evocativo. Além disso, o objetivo é envolver as pessoas emocionalmente e motivá-las a aspirar a um nível mais alto de realização. Exemplos envolvem a contação de histórias memoráveis, metáforas e discursos pessoais. Além disso, produz resultados mais rapidamente do que a sinalização faz. 

Logo, requer que um líder assuma mais risco pessoal, tomando ação direta na esperança de que os outros vão seguir.  O líder precisa mostrar iniciativa e colocar a “pele no jogo”.

Por comando

Por último, a liderança por comando traz o maior risco. A liderança por comando usa a autoridade investida através da hierarquia. Além disso, ao contrário da crença popular do comando e controle, esse tipo de liderança deve ser usada  com sabedora. Se mal usada, as pessoas podem se recusar a seguir o comando e a perda de status e poder pode ser drástica. 

Lideranças de alto nível começam com sinalização, motivam os liderados através da inspiração, escalam pelo exemplo direto, e recorrem ao comando apenas quando não há tempo para usar os outros três.

A seguir você vai ver um trecho do filme Invictus, onde Nelson Mandela, interpretado por Morgan Freeman, realiza um discurso para funcionários do governo em seu primeiro dia como presidente da África do Sul. Através de transparência, ele consegue motivar seu time a permanecer em seus trabalhos.

Entretanto, no vídeo abaixo, ainda uma cena do mesmo filme, Nelson Mandela e François Pieenar, capitão do time de rúgbi da África do Sul, interpretado por Matt Damon, discutem sobre os diferentes estilos de liderança para inspirar o time a não só fazer o seu melhor, mas serem ainda melhores do que acreditam que podem ser.

 

O Agile Coach pode avaliar a maturidade da liderança dentro de uma escala codificada abaixo, adaptada a partir dos trabalhos de Jim Collins (Empresas Feitas para Vencer) e David Anderson (KMM).

 

  • Líder Nível 1: Líder Ausente ou Egoísta

São indivíduos que tendem a ser talentosos, mas demonstram fraqueza de liderança. 

Esse tipo de líder não assume riscos, se ausenta da tomada de decisões ou toma decisões de liderança baseadas no interesse próprio. Logo, exibem comportamentos egoístas e muitas vezes manipuladores. Além disso, se protegem a qualquer custo.

 

  • Líder Nível 2: Líder Tribal

Ele é bom em trabalhar com outras pessoas do time e são notavelmente proficientes em ajudar seus liderados. Além disso, tem dificuldade de colaborar com outros grupos e os interesses dos clientes. 

Seus comportamentos de liderança são tribais. Além disso, em vários momentos, ele promove comparações relativas com outros grupos. Dessa forma, eles parecem piores para que ele pareça melhor. Em muitas vezes, demonstram uma mentalidade de vítima.

 

  • Líder Nível 3: Líder Dirigido para o Cliente

 Demonstra comportamentos altruístas muito além do seu grupo local. Além disso, ele coopera e colabora ativamente com outros grupos e com seus clientes. Esse tipo de líder possuem uma mentalidade de contribuição.

Muitas vezes esse nível de liderança cria miopia na orientação ao cliente e demanda um trabalho pesado de seus liderados.  Gerando assim, problemas de sustentabilidade do trabalho em longo prazo.

 

  • Líder Nível 4: Líder Dirigido por Propósito

Esses líderes podem direcionar suas empresas através de filtros de decisão centrados nos propósitos da organização. Eles também mantêm suas organizações funcionando em altos níveis de desempenho. Além disso, equilibram aspectos como o atendimento ao cliente, qualidade, eficiência econômica e respeito às pessoas.

 

  • Líder Nível 5: Líder Humilde

Esse profissional tem a capacidade única de desenvolver a grandeza de uma empresa por meio do que Jim Collins identifica como “uma combinação paradoxal de humildade pessoal mais vontade profissional”.

Um traço chave dos líderes de nível 5: em primeiro lugar, sua ambição está voltada para o sucesso da empresa. Eles querem ver a empresa ser mais bem-sucedida ainda na próxima geração. Além disso, sentem-se à vontade com a ideia de que a maioria das pessoas nem vai saber que as raízes de todo esse sucesso remontam aos seus esforços.

Um outro traço-chave é que líderes de nível 5 são movidos por uma necessidade de gerar resultados. Eles vão vender as fábricas ou demitir um irmão, se isso for necessário para tornar a empresa excelente.

Jim Collins descreve a atitude desse tipo de liderança através da metáfora da janela e o espelho. Líderes de nível 5 olham através da janela na hora de atribuir o crédito a fatores externos a si mesmos.

 

Quer saber mais sobre o assunto? Conheça nosso Treinamento Agile Coach Jedi.