fbpx

Hacks Culturais na Prática

Criando Antifragilidade com sistemas Kanban e o KMM
17 de julho de 2019
liderança
Conhecendo os níveis de liderança corporativa
28 de setembro de 2020

Hacks Culturais na Prática

hacks culturais

Vamos conversar sobre hacks culturais? Há alguns anos atrás fui ministrar um curso em uma grande indústria siderúrgica em  Belo Horizonte. Lembro que no caminho para essa indústria observei o bairro. Então, percebi que tinha muito trânsito.  Buzinas, carros se aglomerando e cantos das ruas e bueiros cheias de lixo. Tudo normal dentro da cidade de Belo Horizonte. 

Chegando na portaria, precisei passar por um treinamento rápido de 15 minutos sobre as regras de comportamento dentro da empresa. Vindo de ambientes informais e nunca tendo visitar uma planta industrial, achei aquilo muito chato. Afinal, estava ansioso para poder fazer minha oficina de métodos ágeis para a equipe de TI dessa empresa.

Ao entrar dentro da planta, havia um trajeto de 1km a ser percorrido. Além disso, ainda dentro carro para um dos prédios da planta, haviam regras de limite de velocidade (30 KM) e distância entre carros que eram cumpridas à risca.  

E as regras eram cumpridas, para meu primeiro estranhamento. Todos os motoristas se comportavam como cavaleiros. Então,  desci do carro, uma caminhada de 500 metros a pé até o prédio. O estranhamento aumentou. Nem uma guimba de cigarro no chão. Ou um papel. Nada. Um chão impecável. E as pessoas somente atravessavam as ruas na faixa de pedestre.  Embora houvessem muitas oportunidades para fazê-lo em outros locais. 

Cultura organizacional

Lembro ainda de um fato curioso no terceiro dia do meu curso.  Um cara desce em um carro de preço de 6 dígitos no estacionamento e exibe o seu terno bem cortado. Aparentemente apressado, ele atravessou a rua vazia fora da faixa de pedestre. Do ando, um trabalhador bem rusticão grita de longe “ô doutor. Tem que atravessar na faixa “. Logo, o executivo em seu terno de grife, bem envergonhado de ser advertido por um alguém que devia ganhar 1/30 do seu salário, voltou para a calçada e andou mais de 50 metros antes de pegar a faixa de pedestre.

Essa história me lembra como uma empresa conseguiu manifestar uma cultura de forma tão contundente. No caso dessa indústria, a cultura de organização, limpeza e atenção plena ao ambiente e suas regras de uso.

A cultura pode ser planejada?

“Não há evidência científica de que mudança de cultura planejada produza resultados. A mudança só pode acontecer em muitas interações locais, não através de algum plano ou programa central.”

– Ralph Stacey, Complexity and Organizational Reality

 Hoje muita gente fala sobre cultura. Mas o curioso é que a cultura não pode ser planejada. A cultura é o subproduto dos valores e comportamentos práticos em uma organização. Além disso, a cultura é como uma sombra. Ela é manifestada. Mas não pode ser planejada de forma ingênua na mesa do RH.

Hacks Culturais (ou como projetar uma sombra diferente)

Embora a cultura não possa ser planejada, assim como ninguém pode comandar a sua própria sombra, podemos trabalhar nos construtos que podem criar uma sombra diferente.

Um hack legal é que a cultura é produto dos valores e comportamentos de uma organização.

David Anderson, no seu livro Kanban Maturity Model, segunda edição, nos apresenta até mesmo uma fórmula da cultura como compreendermos como hackea-la.

hacks culturais

Então, o hack aqui é que se você trabalhar continuamente os valores da sua organização e reforçar os comportamentos corretos em base diária. Logo, você irá criar uma cultura consistente.

A clareza de valores pode fazer uma contribuição significativa para bons comportamentos. Então, isso ajuda a criar a cultura melhor e formar uma identidade apropriado nos colaboradores da sua empresa. Porque o reforço de comportamentos diárias através das decisões e atos de liderança irá criar o hábito e retificar a cultura desejada.

Porque, em termos objetivos, você, enquanto agente de mudança, pode trabalhar os dois pilares acima. Valores e comportamentos.

Práticas

Existem muitas práticas para reforçar e criar consistência de valores. E, algumas que já pude experimentar incluem:

  • Contação de histórias
  • Narrativas
  • Dia do Valor
  • Comunidades de práticas
  • Filtros de decisão
  • Livros de Cultura
  • Exposições de Trabalho

 

Além disso, Como um exemplo simples de uma dessas práticas, cito aqui o Livro de Cultura da Netflix . Então, você pode não gostar desses valores, mas ele é radicalmente afirmativo sobre o que essa empresa valoriza e reforça em base diária.

Hacks culturais importantes para reforçar comportamento

  • Atos de Liderança (por sinalização, inspiração, exemplo ou comando)
  • Criação de políticas e filtros de decisão
  • Pareamento
  • Trabalho em times
  • Reuniões Um-Para-Um
  • Diálogos de Melhoria e CNV (Comunicação não Violenta)

Se você cria consistência sobre os valores corretos e reforça comportamentos congruentes, o produto de médio e longo será uma cultura sólida.

O Teste da cultura da sua organização

Olhe para a sua empresa. Como é o seu dia a dia? Você não gosta de algo na cultura da sua organização? Tem algo errado que você gostaria de mudar?

hacks culturais

Se a resposta é sim, comece hoje mesmo a implementar hacks culturais da sua organização. Além disso, crie consistência de valores. Além disso, reforce comportamentos. Fique ligado nas nossas publicações onde você irá aprender como acionar esses gatilhos para melhorar a sua organização.

“A cultura como a estratégia e todo o resto no café da manhã”

 

Veja também: 11 Métodos para Agilidade de Negócios 2.0